Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

AiroN

L2JBr ADM
  • Total de itens

    4.455
  • Registro em

  • Última visita

  • Prêmios recebidos

    52

Tudo que AiroN postou

  1. AiroN

    Parabens a L2JBRASIL!!

    É, meus amigos... Não são 10 dias, são 10 anos. E que história, ein?! No dia 25/11/2008 foi fundado o L2JBrasil. Estamos há 10 anos trazendo informação, notícias, dicas, tutoriais, disseminando o conhecimento... Foram mais de 100.000 tópicos, quase 200.000 membros, mais de 700.000 posts! Quantas histórias se cruzaram por aqui... Quantas amizades, quantas parcerias, quantos cresceram através daqui?! Quantas histórias de sucesso a L2JBrasil influenciou?! Grandes servidores, administradores, empreendedores, empresas, projetos, formou intelectuais, transformou pessoas em seres melhores... Cara, sem palavras. 10 anos. Mesmo se um dia isso aqui acabar, tenho certeza que o L2JBrasil permanecerá vivo na memória de muitos. Muitos mesmo. Pode ser que um dia, velhinhos, olharemos para o passado e lembraremos o quão bom foi o tempo que passamos juntos aqui, ou talvez você se lembre apenas dos seus servidores, mas se lembrará de onde eles vieram. Que venham mais 10... 20... 100 anos! #tamojuntogalera! Quer saber mais sobre nós? Clica nesse tópico:
  2. AiroN

    Facebook Like Popup

    Olá, pessoal! Venho compartilhar com vocês o meu script de Facebook Like Popup. Versão 2.0 (atualizada em 16/03/2016) Preview: Instruções: O script é bem fácil de mexer. Ele precisa dos arquivos: estilos.css js/jquery-1.12.0.min.js js/jquery.cookie.js imgs/fanbg.png imgs/fanclose.png Dessa vez facilitei muito a vida de vocês... Basta inserir o link da página e a configuração "de quantos em quantos dias é para aparecer". Se inserir "3", por exemplo, o popup vai aparecer 3 dias após a última vez que ele apareceu pro usuário. Link para download: http://www.4shared.com/rar/d_ZtMySTba/facebook-like-popup-20.html Gostou? Dá uma curtida na página da Atualstudio e na do L2JBrasil vai... :D Versão Antiga:
  3. AiroN

    O que poderíamos melhorar?

    O aniversário de 5 anos do L2jBrasil está próximo e estamos preparando algumas novidades para vocês, inclusive a nova cara do L2jBrasil já está em construção!! Nós sempre nos preocupamos com a qualidade do fórum e por isso venho lhes perguntar: Em relação à parte técnica, as ferramentas do fórum, visual, estrutura... o que poderíamos melhorar? "ahh, se tivesse tal coisa seria melhor"... que coisa é essa? "poxa, isso aqui seria melhor se fosse de tal jeito"... o quê? de que jeito? "nossa! seria bacana se no L2jBrasil tivesse isso"... isso o quê? Tem algo que não funciona? Tem algo que deveria funcionar de outra maneira? Você tem alguma ideia que gostaria que nós a colocássemos em prática? Agradeço antecipadamente a interação de todos. --------------- Este é um tópico sério. Espero por respostas sérias. Qualquer brincadeirinha inconveniente terá consequências.
  4. AiroN

    Episódio 21 - Epílogo

    A História do Lineage 2 Episódio 21 - Epílogo Quando o homem terminou sua história, A luz tinha começado a rastejar pelo céu escuro. A longa noite tinha passado e o alvorecer estava vindo. Nada remanesceu do fogo alem de cinza. O contador de histórias ascendeu seu fumo outra vez, e fez um sopro contemplativo. "Então minha história acabou por enquanto. Porque o tempo passa, talvez a história continuará? Quem sabe, talvez algum dia seus nomes estarão em minha história?" A luz do sol da manhã veio rastejando e eu poderia com sentir urgência; que um evento significativo passava por mim. Fiz um esforço encontrar minha voz, e ousei pedir, "Quem é você? Porque você nos contou estas histórias e, e como você sabe todas elas?" O homem levantou-se a seus pés. Enquanto estava de pé, estava crescendo em tamanho! Pareceu um homem normal ao sentar-se, mas agora era um gigante, quase vinte pés de altura, moldava uma sombra sobre todos. Suas características remanesceram indistinguíveis por baixo de seu casaco grosso. Então lentamente, começou a desaparecer! Eu posso somente descrevê-lo agora como se estivesse afastando-se das bordas, e então de repente em um sopro do vento, sumiu assim como poeira. Não nos disse qualquer coisa naquele tempo, mas agora eu penso que sei quem ele era. Disfarçar-se para dizer histórias às raças do mundo era exatamente o tipo de ato que apelaria a um que existe desde o começo do mundo. Talvez fosse o um que criou a raça humana.
  5. A História do Lineage 2 Episódio 20 - Os Herdeiros da Terra Logo após a unificação de Aden, Gracia solidificou suas próprias terras quando a última oposição restante, o Hwuh, caiu nas mãos de Paris. Paris moveu o capital para Arpenino e reorganizou a estrutura do seu reino. O poder recente de Aden provou sua força ao ter sua defesa bem sucedida de encontro ao avanço de Elmore. Entretanto, uma nova página foi virada na história de Aden quando uma tragédia golpeou Aden com a morte repentina de Raoul. Sentindo o momento de atacar, Elmore invadiu repetidamente nas terras do norte de Aden. O sucessor de Raoul, Trabis foi abiu em manter afastados os invasores, mas logo foi afastado por uma doença misteriosa. O seguinte na linha para o trono era um menino dezesseis anos com o nome de Amadeo. Ao ouvir a notícia, Paris exclamou, “Os céus estão ajudando o reino de Gracia! Um rei de dezesseis anos? Esta será a queda do reino de Aden. Mas Paris subestimou o jovem Amadeo. O rei menino sucedeu brilhantemente na defesa de um ataque em grande escala de Elmore, Paris viu a oportunidade de conquistar Aden se afastar.. Ignorando o conselho de todos, incluindo seu braço direito Dillios, Paris lançou um ataque maciço em Aden pela terra e pelo mar. Os resultados foram desastrosos. Asteir, rei deposto de Elmore, juntou forças com Aden, inimigo do seu pai por muito tempo. "Você não tem vergonha? Você deve cair em sua própria espada para estar no lado do inimigo de seu pai!" Paris gritou com raiva. Asteir depondo os comentários retrucou,” Isto pode ser cuidado mais tarde, mas por agora você é minha principal presa." A batalha de Kiran provou ser o ponto de virada da guerra, e as tropas de Gracian, batidas e desmoralizadas, recuaram para suas próprias terras. A falha na invasão de Aden deixou uma ferida profunda no orgulho de Paris, porque nunca tinha conhecido a derrota. Eventualmente, Paris tornou-se doente e morreu logo em seguida. O herdeiro de Gracian era um homem frágil chamado Carnaria, e muitos julgaravam-no inadequado a governar o reino. Em oposição, Cucarus desafiou a reivindicação de Carnaria ao trono. Apoiado por Paris uma vez que confiou no conselheiro Dillios, Cucarus ganhou popularidade com o povo de Gracian, e ele e Carnaria racharam o reino em duas facções. Gracia norte e Gracia sul tornaram-se inimigos amargos e seus esforços consumiram todas suas energias. Estas foram as melhores notícias para Amadeo, e usou a ruptura nas lutas para fortalecer o reino de Aden. Com seus esforços, Aden, Elmore e Gracia participaram em um tratado da paz e uma era da paz assim passou.
  6. A História do Lineage 2 Episódio 19 - O Levantar de Dois Reinos Muitas guerras duraram através das numerosas gerações, e fora do caos, Gracia transformou-se a primeira a alcançar as encostas da unificação. Um homem chamado Paris, com seu poderoso poder militar e tremenda força trouxe a gloria a seu povo, ganhando muitas batalhas e reivindicando terras no nome de Beheim. Paris conseguiu o status legendário quando e seu exército veio de encontro aos highlanders de Quaser. Em uma luta desesperada contra Tor, o guerreiro o mais poderoso de Quaser, Paris golpeou uma ferida mortal. Tendo nunca antes perdido uma luta, a lenda conta que Tor ferida tenha falado, "Pode você ser realmente humano? Tal força, tal velocidade!" Estando ante seu inimigo, Paris olhou através do campo de batalha e respondeu, “Eu desejo muito unificar esta terra. Bravos guerreiros do norte, prometam-me sua lealdade, e junto nós conquistaremos tudo que se opõe a nós." Assim Paris conduziu aos Guerreiros brancos do falcão, aos Guerreiros do vento, e agora os highlanders recentemente aliados através das terras de Gracia e conseguiram muitas vitórias militares. As terras de Beheim cresceram mais de cinco vezes suas fronteiras e quanto a Paris, cresceu contra a realeza e ascendeu ao trono. Entrementes, as terras do sul estavam também com muita inquietação em muito foi concernido com a notícia dos desentendimentos de Gracia e de Elmore. Um líder carismático com o nome de Raoul apareceu, e conduziu a sua própria campanha para armar uma força pessoal sob sua bandeira. Uma voz impetuosa, Raoul derrotou aqueles que o opuseram não com armas mas com palavras. Um de seus discursos foi geralmente como este: "Senhores da terra! Vocês não vêem o que está acontecendo além de nossas fronteiras? Os grandes inimigos marcham em nossa direção enquanto falamos! O reino de Elmore tem procurado por muito tempo nossa riqueza e nossas terras e está esperando somente o momento certo de atacar. Se a região de Gracia através do mar decidir também se mover, nos fugiremos! Não há nenhuma outra opção do que a de juntar nossos exércitos sob uma bandeira e preparar-se para a guerra." Raoul usou sua persuasão para manter as terras do sul unidas. Mas se a ameaça percebida do reino de Elmore não foi tão grande como pareceu, porque estavam muito ocupados com o levantar maciço dos orcs para focalizar toda a atenção em Aden. Então, Raoul combinou forças com seu leal aliado Inadril, e juntos estas terras estabeleceram o reino de Aden. Ao contrário de Paris, Raoul empreendeu uma campanha com pouco derramamento de sangue e progrediu fácil em direção a oeste para adquirir Kiran e Dion. Foi em Oren que Raoul encontrou a primeira resistência ao seu plano. Oren reivindicou-se ser o líder das terras do sul e não se aceitou nenhum líder à exceção dos seus próprios. Eventualmente, os dois reinos vieram a ser debater, mas o reino de Aden manobrou uma vitória notável. O reino de Gludio, testemunha do poder do exército de Aden, escolheu voluntariamente aliar-se a Aden, terminando a unificação de Aden. Depois disso, Raoul tornou-se conhecido como o rei da unificação.
  7. A História do Lineage 2 Episódio 18 - Batalha Pelo Continente Enquanto a dissolvição de Elmoreden trabalhou para retardar a queda do reino de Perios, nada pode parar as pragas vindas das regiões de Gracia ao sul, nem o frio devastador que varreu completamente o norte. Como aconteceu com Elmoreden, Perios desapareceu nos tomes empoeirados da história. Depois que a queda destes grandes reinos, a terra teceu-se em um horrível tumulto, e os tempos escuros evocaram memórias de depois da grande praga. A aristocracia humana lutou entre si pela supremacia e alguns concederam terras aos não humanos na troca da disponibilização de forças armadas. O Orcs agarraram esta oportunidade e ganharam um campo de comida e fortaleceram suas forças. Reorganizando seus exércitos, os Orcs empreenderam outra vez sua campanha para dominar o continente. Seus exércitos eram poderosos e ocuparam logo as partes do norte de Elmore, mas a luta entre os orcs nobres e os orcs humildes enfraqueceu seu poder. Entre os conflitos, os elfos não podiam fazer nada alem de lutar por suas próprias vidas na batalha infinita contra seus irmãos negros. E os anões não tinham nenhuma utilidade para a campanha do exército dos Orcs e foram empurrados facilmente de lado. Neste tempo, uma facção humana dominante emergiu, conhecida como o reino de Elmore. Sua reivindicação em ser descendentes diretos do imperador de Elmoreden, se verdade ou mito, foi aceita extensamente, porque tiveram a verdade da força e a verdade do aço atrás de suas palavras. O exército de Elmore colidiu com o exército dos Orcs em muitas terríveis batalhas. A guerra empreendida sobre por muitos anos, custou muito a cada lado. Os exércitos foram combinados uniformemente, porque embora os seres humanos eram mais numerosos que seu inimigo, a força do poderoso exército dos Orcs exerceu um formidável equilíbrio. No final, entretanto, mal derrotados, os Orcs foram empurrados outra vez para trás à suas próprias terras para terminar seu tempo e para traçar sua vingança. Quanto aos anões, os poucos que remanesceram foram banidos do continente humano para as profundidades das montanhas. Com sua força militar agora diminuída, o exército de Elmore finalmente teve o controle de todas as terras do norte e marchou para o sul na missão de reunir o continente sob a bandeira de Elmore. Mas a unificação do continente dividido não aconteceu. Oren, o mais poderoso dos reinos do sul, pôs para fora o exército que estava invadindo com seus fortes mágicos e soldados bem treinados, e Elmore não pode combinar a fúria de seu exército para defender sua terra. Os vários reinos do sul prosperaram sob a proteção de Oren e juntos começaram a formar uma nação. Estes reinos mantiveram o contrapeso entre si, e cresceram fortes e prósperos.
  8. A História do Lineage 2 Episódio 17 - O Retorno Para a Fogueira A história, negociada por uma refeição e um fogo morno, continuou por um sentido desagradável. Nós não sabiamos a identidade deste desconhecido, nem sabiamos porque ele dizia estas histórias. Contudo nós escutamos, uma audiência cativa, incapaz de olhar para outro lado ou mover-se como se uma força despercebida nos mantivesse fixados a nossos assentos. O homem agiu como se nós não estevissemos lá. Ele recolheu os galhos secos em torno de seus pés e lançou-os no fogo morrendo. As chamas, que quase tinham morrido, chamejaram altas com um vigor renovado. O homem não olhou nem mesmo de relance para nossa direção enquanto começou a falar outra vez. "Minha história está agora quase no fim. A história que eu estou a ponto de dizer lhes é familiar, a do poderoso esforço dos seres humanos para continuar até este mesmo dia. Esta é a história do continente após a queda de Elmoreden."
  9. A História do Lineage 2 Episódio 16 - Fim de Uma Era de Ouro A era de ouro de Elmoreden veio aproximadamente mil anos após seu estabelecimento, durante o reinado do imperador Baium. Com grande carisma e habilidades de liderança, Baium criou o mais forte exército da história do reino. Este exército dirigiu-se aos orcs, que tiveram influência considerável nas áreas ao norte de Elmore, nas florestas negras, conhecidas mais tarde como o reino dos Orcs. Além disso, o exército de Baium conduziu repetidos ataques contra o reino de Perios, e ocupou eventualmente as partes ao sul de Gracia. Com o passar dos anos, Baium perdeu o interesse nas conquistas e usou as forças do reino para começar a construção de uma torre que levanta-se acima das nuvens. “Meu nome inspira medo em cada canto do continente. Dezenas de milhares das vidas podem ser perdidos ou salvas pelo movimento de minha mão. Meu poder é absoluto. Que eu possa ter somente este poder por algumas décadas, eu não posso aceitar! Não eu obterei a vida eterna dos deuses e governarei meu reino eternamente!" A torre magnífica que Baium projetou levou trinta anos para ser construída. Pretendeu usar a torre para escalar à residência dos deuses e obter o segredo da vida eterna. Quando escalou a torre, os deuses objetaram seu plano e deram-lhe esta resposta: "Criança dos humildes seres humanos, e um humilde humano você é: Você ousa sujar nosso domicílio para conseguir sua vida eterna? Você não aprendeu nada da lição dos gigantes? Muito bem, se a vida eterna for o que você deseja, nós conceder-lhe-emos seu pedido. Mas você nunca deixará sua torre." Por ter trazido a fúria dos deuses sobre si, Baium ficou preso por toda a eternidade no alto de sua torre. Após o desaparecimento repentino do imperador, uma competição feroz estourou entre membros da família real cada um se via apto para o ascender ao trono. Os numerosos aristocratas viram também a oportunidade de estacar sua reivindicação ao trono, deixando o reino inteiro de Elmoreden enredado em conflito interno. Os custos e as exigências de trabalho para a construção da torre tinham enfraquecido o reino. O conflito e a fraqueza adicionados sobre o trono vago eram a última palha que faltava. O reino resplandecente de Elmoreden, poderoso no continente por mais do que mil anos caiu em declínio rápido. Dentro de uns meros vinte anos, o reino estava dissolvido.
  10. A História do Lineage 2 Episódio 15 - Discórdia Elfica Uma grande mudança ocorreu nas florestas elficas nesta era. Tendo perdido o controle do continente para os humanos, os elfos perderam gradualmente sua confiança. Todos esqueceram de sua ambição de governar a terra e tornaram-se satisfeitos com suas vidas calmas nas florestas. Havia um grupo conhecido como os elfos marrons que ficaram descontentes com a complacência dos elfos. Possuíam uma forte ambição, insistiam que a batalha com os seres humanos devia continuar, mesmo se significasse usar a magia negra proibida. Entretanto, esta proposta encontrou uma oposição violenta dos outros elfos. Durante este tempo, um mago humano apareceu entre os elfos marrons e, aproximando do seu líder, falou. "Rei dos elfos marrons você deseja o poder. Mas os fracos elfos da árvore e seus apoiadores temem que você alcance o grande poder que você merece. Eles se preocupam somente se você os atacará ou os trará uma praga maior provocando os humanos.” É foram aqueles pensamentos fracos que criaram a atual fraqueza na raça elfica. O líder de elfos marrons respondeu, "Quem é você, mago humano? Que objetivo você tem para nos enganar?" “Meu nome é Dasparion e eu sou um mero mago. Mas eu possuo a força que você deseja. Eu posso ajudar lhe a alcançar suas ambições em retorno você deve me dar o que eu desejar." "O que você deseja? E o que pode ser?" “Sua juventude. O segredo da vida eterna; Um ligeiro sorriso apareceu nos cantos da boca de Dasparion.” Embora eu possa ser hábil na magia, eu ainda sou humano minha extensão de vida não passa de cem anos. Então, o rei dos elfos marrons, qual é a sua decisão? Nós podemos ajudar um ao outro com o que desejamos." Seduzido pelos poder da magia negra que Dasparion possuía, os elfos marrons aceitaram sua proposta e aprenderam as artes negras sob sua tutela. Dasparion adquiriu por sua vez o conhecimento da imortalidade e deixou a floresta satisfeito. Sabendo destes eventos, os elfos baniram os elfos marrons, que tinham abandonado Einhasad e vieram seguir Gran Kain. Uma batalha seguiu entre todos os elfos. Os elfos marrons, agindo em um plano de Dasparion, usaram um feitiço mortal para aniquilar os elfos da árvore. Mas os elfos da árvore, com sua respiração acabando, colocaram uma maldição em sobre os elfos marrons. A maldição apodreceu as madeiras dos elfos e eles se transformaram na raça da escuridão. Depois disso, os elfos marrons foram conhecidos como elfos negros.
  11. A História do Lineage 2 Episódio 14 - Beleth e a Ivory Tower O reino de Elmoreden era a morada da torre do marfim, uma instituição para aprendizagem de magia. Os magos que trabalham dentro da torre do marfim trabalharam para recuperar, estudar, e melhorar através da magia dos antigos gigantes. O heroísmo mágico dos eruditos da torre era grande, e sua influência no reino estava próxima a do imperador de Elmoreden. Entre aqueles da torre de marfim era Beleth, o mago mais forte de todos e um dos maiores gênios que já andaram sobre a terra. Ele tornou-se obcecado com a mágica dos gigantes e controlado a adquirir quase todas suas forças. Mas o poder dos gigantes era um poder amaldiçoado impróprio para seres humanos, e tendo o alcançado, a ambição de Beleth e sede para por controlar a terra cresceram enormemente. Alarmado, o reino e os magos da torre de marfim combinaram forças para livrar-se de Beleth. Mas Beleth possuía força e poder extremos nas artes das trevas. Finalmente, os magos da torre de marfim usaram a esquecida e proibida mágica das trevas para suprimir o poder de Beleth mas foi apenas o bastante para prendê-lo e sela-lo nas masmorras abaixo da torre. Contudo apesar dos cavalheiros e dos magos que guardam o selo, Beleth sucedeu em quebrar o selo e em escapar. Ele Fugiu para Hellbound para recuperar sua força e continuar em sua ambição de conquistar a terra. A Magia negra lançada para prender Beleth teve um outro efeito. As porções a sul da região conhecida agora como Gludio estava envolvida pela magia negra, e muitos seres humanos foram mortos quando os feitiços foram lançados. O reino responsabilizou Beleth e espalhou a noticia que Beleth era um diabo entre homens.
  12. A História do Lineage 2 Episódio 13 - Elmoreden e Perios "Enquanto o imperador Shuniman e o reino de Elmoreden cresciam e prosperidade, a região de Gracia através do mar retumbava ainda com tumultos. A geografia de Gracia era variada e perigosa e enquanto muitos grupos de humanos batalhavam para ter o controle, nenhum grande poder tinha emergido para unificar o governo. Os reinos pequenos pontilharam a paisagem, reivindicando pedaços da terra como seus e conduzindo escaramuças menores a grandes batalhas enquanto se esforçaram para ter o domínio. O dia veio quando o forte exército de Elmoreden invadiu a terra através da ponte ocidental do mar e os reinos de Gracia foram forçados a se aliar em sua própria defesa. Muitos da realeza e da aristocracia foram escravizados na invasão. A aristocracia sobrevivente cresceu no poder. No final, a invasão de Elmoreden foi repelida, contudo serviu criar uma fundação para o reino unificado de Gracia. Este reino foi nomeado Perios. Depois disso, Perios e Elmoreden tornaram-se fechados no sentido de esforço para a dominação. Elmoreden, que tinha estabelecido primeiramente um reino unificado e possuía um grande poder militar, era imensamente superior. Mas Perios tinha sua próprias vantagens. Primeiramente, o mar que separa os reinos limitou as rotas de ataque de Elmoreden. Também com grande importância, o povo de Perios possuía relíquias poderosas deixadas para trás pelos gigantes que poderiam ser usados como vantagem militar. Mesmo com seu poder de opressão, no fim as forças militares do reino de Elmoreden não podiam conquistar Perios."
  13. Dor de cabeça nenhuma, meu caro. Temos é de lhe agradecer por estar nos informando a falha. Estamos tomando as medidas cabíveis. Provavelmente a Invision terá de analisar o que está havendo, pois aparentemente não há nada errado em nossa estrutura. Traremos novidades em breve.
  14. Realmente. Algo está errado quando é inserido imagem. Trabalharemos para resolver isso e traremos novidades em breve. Obrigado por informar, @rogeriomorais!
  15. Querido, acabei de testar. Está tudo funcionando perfeitamente. Provavelmente você está indo no local errado ou ultrapassando os limites permitidos. A página é: https://www.l2jbrasil.com/index.php?/settings/&area=signature Ou basta clicar em seu login no topo do fórum, depois em "Configurações da Conta", depois "Assinatura". Tente novamente, caso não consiga, por favor, poste neste tópico qual é a assinatura que está tentando inserir.
  16. Meu caro, posso acessar sua conta para eu mesmo verificar e realizar qualquer ajuste necessário?
  17. Fique tranquilo. Não há "pérola" alguma. A postagem nessa área do fórum é controlada, por se tratar de uma área visível a todos, inclusive ao Google e indexadores, então todos os posts passam por aprovação. Meu caro, acabo de verificar e constato que não há nenhuma restrição em seu usuário ou no grupo na qual faz parte. Não há motivos para possuir problemas com sua assinatura. Por precaução, limpei sua assinatura, mas segue abaixo o código que estava nela, para caso queira reaproveitar: Att, Equipe L2JBrasil.
  18. A História do Lineage 2 Episódio 12 - História Reescrita Durante as longas batalhas contra os orcs e os elfos, os seres humanos começaram a dar forma entre seus grupos a seus primeiros reinos. O grupo central era composto do clan Athena e dos humanos hábeis em magia. Protegeram seu grupo com seu poder, mantiveram a ordem com ameaças, e tornaram-se ocasionalmente envolvidos em pequenas e grandes batalhas. A ordem foi restabelecida rapidamente quando o líder de Athena, Shuniman, uniu as regiões conhecidas como Aden e Elmore. Chamou seu reino de Elmoreden e estabeleceu-se como o imperador. A coroa da ramificação da árvore que adornava a testa de seus antepassados transformou-se em uma coroa do ouro com as jóias resplandecendo em sua testa. Tornou-se conhecido como uma presença quase igual aos deuses nos louros de seus seguidores. O imperador Shuniman preocupou-se com a limitação de vida dos seres humanos. De fato que Gran Kain, deus da morte e da destruição, era seu criador e deu aos seres humanos um complexo de inferioridade. Adicionalmente, as histórias que foram criadas pelos amantes separados de outras raças estavam humilhando profundamente os governantes das novas terras. Para seu reino novo, necessitaram de um novo mito; uma nova história que provasse o quanto eram nobres. Eventualmente, e com uma reforma religiosa em grande escala, Shuniman fez de Einhasad a deusa dos seres humanos em vez de Gran Kain. O mito e a história foram mudados e os seguidores de Gran Kain que praticavam a magia negra foram perseguidos. A reforma religiosa continuada para gerações e eventualmente todos os seres humanos acreditaram que Einhasad, deusa de bem, era sua criadora e Gran Kain era simplesmente o deus do mal. Quando aprenderam isso, Gran Kain riu aceitando. "Mesmo se eles não me servem, eu não ficarei irritado. Mas tolos seres humanos, não importa como vocês tentam cobrir o céu com suas mãos, é o céu verdadeiramente menor do que seu braço?"
  19. @rogeriomorais, o problema ainda persiste?
  20. AiroN

    Troca de Capa

    Olá! Já havia corrigido o problema, no entanto, tinha me esquecido de dizer aqui. Se alguém mais possuir dificuldades, nos informe. Qualquer coisa, seguimos à disposição.
  21. AiroN

    Ninguém aprova meu cadastro

    Cadastro aprovado! Seja bem-vindo, @elvisjunior!
  22. AiroN

    Episódio 1 - Gênese

    A História do Lineage 2 Episódio 1 - Gênese "A história que estou para contar a vocês é sobre aqueles que chamamos de deuses. Escutem cuidadosamente, pois essa é a verdadeira história... Há muito tempo atrás, em um tempo nunca dantes imaginado, havia somente um globo em que toda criação foi concentrada. Como não existia nada para se comparar, o globo era grande, escuro e brilhante, tudo e nada. Mais de cem milhões de anos depois, o globo começou a crescer, e eventualmente dois poderes começaram a crescer vagarosamente dentro dele. À medida que cresciam, os poderes desenvolveram consciência e ego, e se separaram em uma luz branca e a escuridão. A luz branca se formou como uma mulher, e se auto-intitulou como Einhasad. A escuridão como homem, e se chamou de Gran Kain. Estes dois seres marcaram o inicio do universo inteiro, como nós conhecemos hoje. Einhasad e Gran Kain juntaram suas forças para saírem do globo. Com essa ação o globo foi estilhaçado em pedaços de todos os tipos. Alguns pedaços levantaram e formaram o céu, alguns caíram para se tornarem o chão. Entre o céu e o chão, teve a água, e algumas partes levantaram para se tornar a terra. O espírito do globo foi chamado de Ether, que também foi estilhaçado com a quebra do globo. Isto trouxe os vários animais e plantas a nascer. "Criatura do Gênesis", foi formada deste espírito, e gigantes foram os melhores da espécie. Eles foram chamados como Os Sábios, por sua inteligência que era tão grande quanto seus fortes corpos. Os gigantes prometeram manter sua fé em Einhasad e em Gran Kain, como foram as ações dos dois Deuses que criaram a vida e o mundo. Einhasad e Gran Kain ficaram satisfeitos com os gigantes e transformaram nos mestres de todas criaturas vivas. Isto foi antes da morte e do verdadeiro paraíso existirem. Einhasad e Gran Kain tiveram muitos filho-deuses. Os primeiros cinco dessas crianças, receberam o poder da autoridade sobre a terra. A filha mais velha, Shilen, ficou a encargo da água. O filho mais velho, Paagrio, controlava o fogo, e a segunda filha, Maphr, era dona da terra. O segundo filho, Sayha, se transformou no mestre dos ventos. Para a mais nova, Eva, não sobrara nenhum elemento, então ela criou os poemas e a música. Enquanto os outros deuses estavam ocupados com suas responsabilidades, Eva escreveu poemas e os temperou com música. E então a era dos deuses começou, e não existia um só lugar na Terra desconhecida por eles."
  23. AiroN

    [AVISO] Assinaturas alteradas

    Alguns tópicos do L2JBrasil estavam sofrendo bloqueio proveniente de conteúdos externos, ou seja, não estávamos conseguindo visualizar alguns tópicos por que imagens ou conteúdos externos foram marcados como maliciosos. É importante destacar que muitas vezes os navegadores e anti vírus acabam marcando certas imagens e arquivos como maliciosos de forma incorreta. O L2JBrasil não pode ser prejudicado devido a conteúdo de terceiros. Por este motivo, foram alteradas e/ou removidas todas as assinaturas que continham algum tipo de imagem ou algum conteúdo que gerava este transtorno. Posts não foram afetados. Se você notou que sua assinatura foi modificada, já sabe o motivo, e, por favor, caso vá alterá-la certifique-se de que a sua alteração não trará más consequências para nós, sendo passível de punição caso haja reincidência após advertência. Equipe L2JBrasil
  24. A História do Lineage 2 Episódio 11 - O Retorno Para a Fogueira O estranho olhou, sua ultima historia terminada. O conto estava diferente de qualquer outro que ele tivesse escutado, no entanto era estranhamente familiar. A bela donzela élfica em sua companhia sentou-se quieta, lágrimas escorrendo em seus olhos. A noite havia escurecido enquanto o estranho falava e agora os barulhos das criaturas selvagens não eram mais ouvidos. O vento tinha parado de balançar os galhos acima, e mesmo o correr da agua num corrego ali perto parecia calado e suave. Apenas o som das nossas próprias respirações e o estalar da madeira queimando espalhavam-se pela noite. Parecia que toda a natureza ao redor havia parado de respirar para escutar bem a historia contada na fogueira. Nos inclinamos mais para perto quando o estranho, limpando sua garganta com uma tosse suave recomeçou. "Então. Não é irônico, que as criaturas mais fracas de todas, os humanos, conseguiram obter a posse desta terra? Mas isto é o resultado da vontade humana. Nem mesmo os deuses imaginaram que algum dia os humanos se tornariam os reis do mundo. "Agora, eu vou contar para vocês a historia do reino humano mais brilhante que já existiu. Esta é a historia dos humanos que trilharam o mesmo caminho dos gigantes"
  25. A História do Lineage 2 Episódio 10 - O Aliado Se Torna Inimigo "A aliança elfo-humana começou gradualmente a ganhar dos orcs. As marés das batalhas viraram a favor da aliança, os anões trocaram sua lealdade dos orcs e começaram a construir suprimentos de batalha para os humanos. Com as armaduras resistentes e armas afiadas dos anões, os humanos puderam agora derrotar o exército orc sem a ajuda dos elfos. Os elfos ficaram preocupados, mesmo com o numero de vitórias da aliança crescendo. Eles puderam sentir que os humanos estavam crescendo em poder, ficando fora de seu controle. Ainda assim os elfos não deixaram seu desconforto se transformar em preocupação, pois eles não poderiam imaginar que o mais fraco deles todos - o lixo humano - pudesse conceber uma revolução. E com a vitória final sobre os orcs chegando, os elfos não tinham tempo para se preocupar com os humanos. Os humanos continuaram a aprender formas de magia mais elevadas, e eventualmente a guerra terminou com a vitória da aliança elfo-humana. Os orcs foram forçados a assinar um humilhante tratado de paz, e rapidamente retrocederam para a salva guarda de seus lares ao norte de Elmore. O líder dos orcs riu enquanto ia embora, "Elfos estúpidos. A vitória não é sua, mas desses humanos sujos. Como vocês vão conseguir controlar esses monstros que criaram?" A verdade nas suas palavras ácidas, os elfos agora enfrentam um novo problema - os humanos. Mas depois da longa batalha, os elfos foram deixados cansados e fracos para lutar. Em contraste, os humanos com seus novos poderes mágicos, estavam fortes. E então, os humanos se levantaram contra os elfos. Tarde demais, os elfos viram que eles colocaram sob suas asas dragões. Uma batalha selvagem de magia contra magia uma vez mais balançou a terra. Mas os elfos estavam muito fracos para suprimir a força dos humanos. Os elfos vagarosamente foram subjugados até que foram forçados a fugir para a segurança da sua floresta. Da sua posição segura, eles se prepararam para a batalha final contra os humanos. A magia elfa era mais forte nessas florestas e eles usaram essa vantagem para tentar uma vitória no final. Os elfos cavaram cavernas profundas que rapidamente ecoaram com o bater de espadas e gritos de guerra. Mas os vitoriosos depois de três meses de batalha foram os humanos. Mesmo o orgulho élfico, nem seus poderes mágicos das florestas élficas, nem mesmo a magia superior dos elfos, puderam fazer nada contra o grande número de soldados humanos. Os elfos sofreram um grande dano e conseguiram escapar floresta adentro. Na sua fuga, eles invocaram barreiras místicas absurdamente fortes em volta de suas florestas prevenindo assim de outras raças atravessarem-na. E então, os humanos se tornaram os conquistadores de toda terra."
×