Jump to content

Usando a interface Gráfica do GitHub para Windows e Publicando os seus projetos


Grundor

Recommended Posts

  • L2JBr ADM

Após mostrar para vocês como usar o Git e o GitHub para publicar seus projetos de uma forma mais bruta, venho aqui mostrar para vocês que também não é tão complicado cheio de comandos e telas pretas com letrinhas brancas.
Recomendo muito que vocês visitem o tutorial do link acima antes de continuar, e façam as instalações e configurações que mostrei, os conceitos que apresentei também são pré-requisito para o bom entendimento desse tutorial.

1- Baixando e Configurando a versão Interface Gráfica do GitHub para Windows:

♣ - Baixe o cliente do GitHub através desse site: https://windows.github.com/
7utLLLW.png

♣ - Configurando sua Conta do Github e configurando a conta de Commit.

Após realizar o download execute e instale o programa, não há configurações nesse momento aguarde até aparecer a tela como abaixo:

by6bz6K.png
Entre com sua conta no GitHub.com para continuar, caso não tenha uma visite o tutorial do início desse tópico para configurar uma conta no GitHub.

O próximo passo é configurar seu nome e e-mail, é a mesma configuração que fizemos na linha de comando no outro tutorial, se você já realizou aquela configuração entre com o mesmo nome e email.
Essa é a assinatura dos seus commits, é através desse nome e email que você será identificado no Git como autor do commit.
0GznKtJ.png

2 - Adicionando um repositório


♣ - Adicionando um novo repositório, Na interface do programa procure por esse ícone (imagem) no canto superior esquerdo, clique nele:

huQkmPa.png
Irá abrir esse menu de contexto com 3 opções:

♦ "Add" - Adiciona um novo repositório local já existente.
1Rdz1cC.png
♦ "Create" - Cria um novo repositório local na pasta selecionada:

zsJFn5P.png
♦ "Clone" - Cria um repositório local vinculado à um repositório remoto que tenha sido adicionado à sua conta.
Nota: Caso você não tenha nenhum repositório remoto, você pode criá-lo no GitHub https://github.com/new ou então em qualquer repositório do GitHub clicar na opção "Fork"


cMwl7La.png
Para esse tutorial vou apresnetar somente a função clone, porém o procedimento para as outras opções é praticamente o mesmo.

♣ Após selecionar o repositório que deseja clonar selecione no seu computador a pasta que deseja salvar os arquivos fonte do repositório:

skVpf2U.png
Clique em OK e irá iniciar a "Clonagem" do repositório remoto que irá copiar os arquivos do repositório para o seu computador, aguarde o processo terminar.
VRFtLWT.png?1
Pronto, agora sua interface do GitHub irá mostrar o repositório que você clonou do lado:

phj5SRR.png

3 - Adicionando e alterando arquivos do repositório:

O próximo passo é adicionar, modificar os arquivos do seu projeto, como você vai fazer isso? Muito simples! Só jogar os arquivos para a pasta do repositório(a mesma que você escolheu anteriormente) e todas as alterações, remoções e inclusões de arquivo irão aparecer na interface Gráfica do GitHub conforme a imagem abaixo:


iNxx4Bi.png
Nota: Se você usa IDEs como NetBeans ou Eclipse é só criar um projeto com "códigos fonte existentes", caso ele não tenha suporte ao GIT e todas alterações que você fizer no editor irão ser identificadas aqui.

♣ Explicando um pouco melhor essa interface:
3mZGU9D.png

 

  • Essa Janela exibe um "DIFF" do arquivo local com o arquivo remoto, ela serve para comparar o arquivo adicionado, aonde a linha estiver verde e com um "+" significa que essa linha foi adicionada, se tiver vermelha com um "-" significa que fi removida.
  • Essa é a lista de arquivos alterados, removidos ou inceridos no repositório local.
  • Esse é o formulário de commit, lembra do "git commit -m", pois é esse formulário serve para fazer isso, porém ele aceita pular linha(no Description), então você pode esplicar para sua equipe quais foram as modificações feitas nesse código.
  • Após incluir o "Summary" esse botão ficará disponível e então você poderá efetuar o commit clicando nesse botão conforme.

♣ Realizando commit das suas alterações:
Você precisa adicionar um resumo e uma descrição do motivo do seu commit, lembrando que o Git é um software de gestão, então seu commit pode estar sendo aceito ou não de acordo com regras mais avançadas de uso do Git. Adicionado o Resumo e a Descrição clique em "Commit".

IM7iw16.png
♣ Sincronizando seu código com o código remoto:

Após seus commits você vai encontrar a interface assim, "0 changes e N unsynced" um número maior que 0 antes do unsynced significa que você tem commits não sincronizados com o repositório remoto.
Certifique-se que antes de "changes" está 0, se não tiver, volte um passo e realize o commit novamente. Então clique na opção "Sync", então o programa vai fazer o push e o pull do repositório para você, primeiro ele irá obter as alterações, e depois irá submeter as suas alterações ao repositório.
hs1vcca.png
Dica: Aqui vai uma regra de ouro para quem está usando o Git para desenvolver em conjunto com outra pessoa, sempre realize seus commits antes de sincronizar (Comando: git pull), se você não commitar pode haver conflitos e pode até perder o seu trabalho não commitado. Imagine o Commit como um "check-point" de uma fase, caso algo dê errado lá na frente você pode voltar até ele e recomeçar desse ponto.
Atenção: Sempre realize o commit quando você atingir um resultado positivo de uma funcionalidade, código ou algo assim, dessa forma seus commits servirão de documentação e irá garantir uma integridade mair no que você fez reduzindo assim os conflitos e eliminar o risco de perda de código, já que você pode restaurar as versões anteriores de acordo com o commit.


4- [bONUS] Trabalhando com Branchs

Bom, se você chegou até aqui sem problemas, você já sabe como manusear a interface gráfica do GitHub para publicar e atualizar os seus projetos.
Eu não ia incluir essa parte nesse tutorial mas acho que é válido fazer uma introdução, já que é tão simples criá-los nessa interface.

Como eu expliquei no primeiro tutorial, o Branch é uma ramificação do código principal (Chamamos esse branch principal de master)

Vamos ao exemplo abaixo:

RbUoeT8.png

Cada bolinha dessas representa um commit, e as cetas representam o fluxo temporal de cada Branch.
Nos temos 3 Branchs nessa imagem: Master, nice_feature e very_nice_feature.

  • Na primeira linha temos o Branch master, ele é o código estável do seu desenvolvimento, tudo que está nele é compilável(em caso de linguagens como C, C++, C#, JAVA, etc) ,
  • Na segunda linha nós temos o Branch nice_feature, ele foi usado para adicionar um recurso novo ao código, veja que commits no master aconteceram em paralelo e que os commits do nice_feature não foram feitas na linha do master, isso significa que os códigos commitados no nice_feature não modificaram o master, até o último commit da segunda linha, que foi quando ocorreu o "Merge" , quando issocorreu todas as modificações realizadas no nice_feature foram mescladados ao branch master, então digamos que esse branch "morreu", ou acabou pois foi mesclado ao master.
  • Na terceira linha nós temos o branch very_nice_feature, vimos que esse branch ocorreu à partir do nice_feature e ainda não foi mesclado ao branch master, e por esse motivo códigos "bugados" poderiam estar sendo submetidos.

Pense que você poderia estar desenvolvendo algo mas não consegue resolver um problema e precisa enviar o código para um dev que mora em outro estado ou país, porém não quer commitar o código porque se não vai prejudicar o código de outras pessoas, você pode criar um branch aonde você e o outro desenvolvedor poderão trabalhar até que o código esteja estável e você faça o "merge" com o master.

♣ Criando um branch pela interface gráfica do GitHub:

Na interface, clique no icone destacado na imagem, ele abrirá um menu de contexto aonde você terá 2 coisas à fazer: 1º Digitar o nome do branch, evite caracteres especiais, e espaços. 2º - Escolher de qual branch você deseja fazer o "fork", ou seja fazer uma cópia segura do estado desse código.

LeeGbLR.png
Após feito isso você só precisa clicar em "Create new Branch", pronto, seu código está num ambiente seguro aonde você pode commitar sem risco de "contaminar" o master.

Dica: Para alternar os branchs, basta clicar no menu ao lado do botão de criar branch, mas atenção! antes de fazer isso lembre-se de fazer commit pois se trocar com itens à serem commitados tudo que não foi submetido à commit será perdido.

♣ Enviando um branch local para o GitHub(Repositório remoto)
Não tem mistério, no canto superior direito terá um menu escrito "Publish", esse menu irá enviar o seu branch para o GitHub e ele estará disponível para os outros desenvolvedores do projeto fazerem seus commits.
O7vqbzj.png

Bom, é basicamente isso essa interface tem muito mais recursos, sugiro que vocês explorem um pouco a ferramente e qualquer dúvida poste aqui no tópico que eu responderei assim que der.
Caso você tenha algum projeto interessante( um painel, um site bacana desenvolvido por você, scritpts das mais diversas naturezas) e que você ache que pode receber a colaboração de outros usuários entre em contato comigo, me apresente e podemos estudar a possibilidade de criarmos um repositório na página da L2jBrasil no Github!





Tutoriais Relacionados:



Proibida a reprodução mesmo que em partes desse tutorial sem a publicação dos devidos créditos de criação



Garantido pela Constituição da República Federativa do Brasil, de 05 de outubro de 1988

Portaria MCT n° 88, de 23/04/98

Propriedade Intelectual


88x31.png



  • Like 8

EJoOSOj.gif

Sua pergunta foi respondida? Certifique-se de marcar a resposta como a solução aceita.
Se existe mais de uma resposta, utilize o "vote up" para destacá-la.
Se você achar uma resposta útil, diga obrigado clicando no botão "Gostei".

Link to comment
Share on other sites


@Grundor

 

Parabéns, além de ser nos mínimos detalhes a explicativa, vai ser muito utilitária para mim.

 

PARABÉNS

  • Like 1

Qualquer coisa estou a Disposição

 

Abs

Equipe L2 Nova Geração

Lineage II Interlude - ADMINISTRAÇÃO

Watshapp: (14) 9.91511990 Tel: (14) 3261.7104

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...
  • L2JBr ADM

Estou aprendendo usar o Git , pretendo migrar para ele e fazer uso só dele...

 

Ele é mais simples do que parece, um sistema de versionamento robusto, como o GIT, é fundamental para qualquer projeto de desenvolvimento!

EJoOSOj.gif

Sua pergunta foi respondida? Certifique-se de marcar a resposta como a solução aceita.
Se existe mais de uma resposta, utilize o "vote up" para destacá-la.
Se você achar uma resposta útil, diga obrigado clicando no botão "Gostei".

Link to comment
Share on other sites

 

Ele é mais simples do que parece, um sistema de versionamento robusto, como o GIT, é fundamental para qualquer projeto de desenvolvimento!

 

Pois é , estou usando começando a usar ele por ser mais profissional , hoje em dia as empresas da área te pedem até seu Git para ver seu desempenho seus projetos e suas contribuições...Temos que aumentar nosso conhecimento sempre , obrigado por esse tutorial bem explicado , tem me ajudado muito...mas tem muita coisa nele ainda que faço mas não entendo , por exemplo usando a interface gráfica eu seleciono uma pasta para ser repositório e ele me manda pra outra aonde está a workspace do eclipse , isso que não entendi , e isso atrapalha por que não consigo fazer commit...

 

De qualquer forma muito obrigado , sem bater a cabeça a gente não aprende !

"Tente ser uma pessoa de valor , não de sucesso" - Albert Einstein

 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu baixei a versão desktop -> Windows.

 

É muito bonita a interface gráfica, usei em um repositório de teste, mas agora que precisei usar um para o projeto privado de um cliente, foi meio complicado preparar o Ubuntu e acostumar com os comandos direto no terminal.

 

Mas apaixonei, Git pelo terminal no Ubuntu é uma delicia, bem mais simples do que a interface gráfica do windows (minha opinião é claro, afinal, eu gosto de trabalhar direto no terminal).

Link to comment
Share on other sites

  • Join now

    Be part of the largest and oldest communities about Lineage2 in Latin America.





×
×
  • Create New...

Important Information

We have placed cookies on your device to help make this website better. You can adjust your cookie settings, otherwise we'll assume you're okay to continue.